Latest Publications

Moçambique em Dezembro!!


Ivo, grande video!

200 países 200 anos

A evolução de 200 países, durante 200 anos num resumo gráfico de 4 minutos. Bastante interessante e dá para pensar!

Google docs autofilter

Precisei hoje de usar o autofilter num documento do google docs spreadsheet, tal como existe do Microsoft Excel: uma linha extra no topo que permite filtrar automaticamente as linhas que têem um determinado valor. E da mesma forma fazer tambem a ordenadação dos mesmos dados.
Procurei na net, mas encontrei nos foruns do google a dizer que ainda não estava implementado, o que achei estranho. Procurei mais um pouco e encontrei no Google Help as features de filter e sort que permitem fazer views de dados, noutro local, filtrados e ordenados segundo um determinado critério. Para tal basta definir na primeira célula para onde vai a vista dos dados, uma formula:

=Sort(<array fonte dos dados>, keyColumn1, ascOrDesc1, keyColumn2, ascOrDesc2, …)
=Sort(A1:A10, B1:B10, TRUE)

=Filter(sourceArray, arrayCondition)
=Filter(A1:A10, B1:B10>10)

Mas isto não é tão simples como o auto filter, apesar de poder ser muito útil noutras situações.

Afinal encontrei noutra pesquisa, que afinal o autofilter está disponivel de um modo muito simples, apenas alternado a vista de dados para ver como lista: View->List View.

Assim posso fazer o filtro e a ordenação numa folha de cáculo do google docs.

Motivação

Estudos/modelos de motivação de colaboradores na empresa…

Fonte RSA Animate

Austeridade

A economia não vem com uma ficha de instruções em anexo, como costuma dizer. Este vídeo explica a crise com uma clareza ímpar, começando com os balanços financeiros, sem moralismos, e termina com uma crítica à austeridade assimétrica e à loucura económica em que entrámos. Tudo em pouco mais de cinco minutos.

http://www.youtube.com/watch?v=go2bVGi0ReE

Mark Blyth is a professor of International Political Economy at Brown University and faculty fellow at its Watson Institute for International Studies. He is writing “Austerity: The History of a Dangerous Idea,” forthcoming from Oxford University Press in 2011.

Tabelas retenção fonte – Junho 2010

Fica aqui o link para as tabelas de retenção da fonte do IRS a partir de Junho de 2010, que já têm em conta o aumento dos IRS proposto pelo governo com o novo plano anti-crise.

Tabela retenção fonte Junho 2010 vs tabela retenção de 2009, para comparar.

Um desastre já anunciado há dois anos

A tragédia na Madeira tinha sido anúnciada há dois anos na RTP!!! Interessante ver esta reportagem depois do Alberto João Jardim ter dito logo no dia do desastre como uma determinação e certeza absoluta que se não fosse a canalização das ribeiras e o ordenamento urbanisto realizado na Madeira, neste caso a baixa do Funchal tinha desaparecido por completo! Eu não sou especialista, mas estas declarações não se percebem bem!

© RTP/ Farol de Ideias 2008

Alerta IRS 2009 – Certificação energética

Recebi o email transcrito abaixo o qual indica já a partir deste ano penalizações para quem não tem a avaliação energetica da casa já realizada, ou para os que têm, no caso de terem uma má classificação. Eu estava à espera que estas medidas entrassem mais tarde… Será que istoé mesmo verdade para este ano? É muito destes email são apenas especulação. Eu confesso que também ainda não perdi tempo a verificar estas informações…

UPDATE:  Comentários com mais informação relevante. Obrigado pelo esclarecimento.  Retirei o link para uma empresa a pedido.

*No impresso do IRS  surgiu um campo novo…* *preparem-se!!!!!!!*
Quando preencherem o impresso do  IRS irão verificar a existência de um
campo novo no Anexo H, campo dados dos imóveis, sobre *a certificação
energética*. H?

Há que responder se o imóvel  tem ou não classificação *”A+” ou “A”.*
Obviamente
que a maioria não tem certificação, logo o campo a preencher é o NÃO.

Dizem os funcionários das Finanças que este campo não terá penalização no
valor a ser reembolsado!

Mas …,…. façam a v/ simulação com o *Sim* e com o *Não* e verão que o
valor a ser reembolsado será diferente, num e noutro caso.; .. logo seremos
*penalizados!!! (mais ou menos entre 50€ a 100€ a menos)*

Se não tivermos a certificação seremos penalizados, daqui em diante, todos
os anos..

se a pedirmos, gastamos +-200€ num ano mas fica válida por vários anos (15
anos),

Mas, só vale a pena pedir certificação se obtivermos a classificação “A” ou
“A+”..

*
Se o certificado indicar a classificação B……………..já haverá
penalização Fiscal !!!!!!*

Contactei a DECO que confirmou a legalidade da situação embora concordasse
que a informação explicita e da comunicação social fosse nula…. porque
será?

Abaixo está um site que vos elucidará sobre este assunto, uma vez que esta
lei já existe desde 2006…. Os imóveis de luxo construídos em 2007 eram os
poucos ou únicos que tinham esta certificação…

Para este ano já não vamos a tempo de pedir a certificação, mas mesmo que
tenhamos certificação só não somos penalizados no IRS se a certificação for
“A” ou “A+”.. se for abaixo desta classificação seremos sempre
penalizados…

Quem está a construir casa, peçam a v/certificação ao construtor. O
Construtor já é obrigado a dar a certificação… Na casas novas caso *não
tenham* pré-instalação de paineis solares e/ou soluções ecológicas
terão *agravamento
do IMI*.., serão consideradas casas *”Não Verdes”* e serão logo penalizadas
na contribuição.

Para alterar o sistema, haverá que instalar PAINEIS SOLARES , em V/ Casa,
uns para gerar água quente, outros para gerar electricidade. Até
Julho/Agosto a CGDepósitos financia a instalação e montagem dos paineis
solares, oferendo a Direcção Geral de Energia 50% do valor da instalação.
*
NOTA: Todavia, (e aí tenham atenção) o Estado só financia as instalações
efectuadas por  DUAS ÚNICAS empresas ( que, por acaso, são da Mota-Engil )*
*

Assistência em autoestrada

Números de telefone úteis das concessionárias, para obter assistência na auto-estrada
Imprimam e levem no carro!

Imprimam e levem no carro!


numeros-telefone-úteis

Assistência na auto-estrada

Equipas remotas

O João Pereira partilhou o seguinte link: Profissionais remotos podem ser mais produtivos, aponta estudo do MIT.

Este tema é interessante, porque apesar das razões apresentadas aqui serem válidas e fazerem sentido, há toda a tendência em sentido contrário aliada ao Agile e ao Scrum, que diz para colocar os membros da equipa, e mesmo as várias equipas, no mesmo sitio, edificio, piso e mesmo todos à volta da mesma mesa. Em relação a esta última abordagem, eu já vi isto a funcionar mesmo, com bons ganhos de productividade.

Em relação à abordagem do artigo, nunca vi a tentar implementar este método de trabalho mesmo a sério, por isso não sei… mas seria interessante. Eu acho que ia gostar…. Na realidade eu acho que só funcionava bem se fosse um sistema um bocado misto, ou seja, permitir que as pessoas fiquem em casa alguns dias, nos dias que estejam a prever um trabalho mais isolado!

  •